About Me

domingo, 25 de setembro de 2016

as vantagens da leitura

| |
1º: minhas postagens aqui nunca tem revisão, desculpa. 2º: prévia do meu artigo pra faculdade.
bem aleatória sim~
Ler é a interação com o mundo, com tudo que está ao seu redor. Ler é se deparar com diversas palavras, imagens, conversas, e poder extrair alguma mensagem de qualquer fonte, potencialmente, visual. Ao andar na rua, ao acessar a internet ou ao mexer no celular, você está fazendo uma leitura, ler não é (e talvez nunca tenha sido) exclusividade de um livro, jornal ou revista. Esse ato retrata não somente a individualidade, mas também o sua forma de lidar com o seu mundo, com as pessoas com quem convive e com tudo que te, de alguma maneira, boa ou ruim, possa afetar.


Ler é um hábito que deve ser estimulado rotineiramente, afinal, a leitura pode atribuir a somas e mais somas do adquirição de conhecimento. A partir disso, o se é capaz de analisar seu mundo, conseguir fazer questionamentos e ter noção de mudanças, se estará apto ou preparado para fazê-las, de quaisquer tipos, sejam sociais, políticas e, principalmente, pessoais.

Infelizmente, muitas pessoas não têm o devido contato com a leitura, por mais diversos motivos, inclusive a falta de oportunidade (não têm condições financeiras para bancar tal hábito, o contato escolar com a leitura pode ser insuficiente ou inexistente, não há a devida influência) e quem tem todas essas condições, não sabe aproveitar o privilégio que se tem diante disso. A captação deste hábito deve ser feito logo nos primeiros anos de vida, momento em que o sistema cognitivo da criança está em momento de formação e adaptação, logo, o devido estímulo de ensino será adquirido com provável sucesso, desde com a apresentação inicial das vogais aos livros de fábulas ilustrados, por exemplo e outros métodos serão discutidos em seguida.

Crianças tem uma afinidade imensa por objetos coloridos e que emitam sons, logo, entretê-la não é muito difícil. Devido a isso, como já dito, a apresentação ao hábito da leitura deve ser incentivado logo na idade maturo, o quanto antes possível. Objetos coloridos, barulhentos e didáticos se têm aos milhares para incentivar uma criança ao aprendizado. Vários métodos, com tais brinquedos, devem ser aproveitados, assim como leituras antes de dormir (os responsáveis que lerem com as crias podem aumentar em 14% o vocabulário delas!), os pais fazerem as atividades pacientemente com seus filhos, atividades recreativas com a formação das palavras e constituição dos números são ricos incentivos para a adoção da prática da leitura. E sem somar ao fato que tais práticas evoluem de forma gritante a imaginação e criatividade da criança, o que enriquece mais ainda sua adoção de conhecimento.

A partir do momento em que a leitura interage efetivamente na vida da criança com seus pais na sua casa, seu desempenho na escola alavancará significamente. Estudos comprovam que crianças que têm o hábito da leitura em casa, com os pais, podem ter 27% de aumento na memória da criança, assim como 25% delas podem não ter problemas de comportamento tanto em sala de aula quanto na comunidade em que vive. O sucesso de uma criança, na escola, se deve - em grande parte - pela participação positiva dos pais em relação aos seus estudos, logo a leitura é uma grande aliada. E cabe à escola, alimentar o incentivo a leitura, não transformá-la em um famoso "tapa-buraco" ou impô-la por obrigatoriedade. Isso quer dizer que livros, gibis, revistas devem ser integrados ao ensino e não serem mais um requisito para agarriar pontos robóticos.

Inclusive, a leitura não servirá apenas para o ensino, logicamente. A leitura também é um alicerce para a fuga positiva da realidade. A leitura além de estimular o conhecimento, imaginação e senso crítico, desperta a curiosidade, o desejo por aventuras e o amor por diversos detalhes. A leitura serve como entretenimento também! Livros de época, romance, ficção científica, aventura, de drama e outros diversos gêneros nos fornecem um emaranhado gigantesco de possibilidades que talvez seria impossível de vivermos aqui, no cruel mundo real. São sensações jamais vividas, pessoas jamais idealizadas e sentimentos que nunca imaginaríamos encontrar, se não, no mundo criado dentro daquelas páginas. A leitura não somente enriquece, mas nos faz viver também.