About Me

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

#LEIAMULHERES - Janeiro

| |

Existe um projeto muito legal rodando pela internet desde 2014: #LeiaMulheres. Como já diz o próprio nome, ele traz consigo o objetivo de nos incentivar a lermos mais obras criadas por mulheres no meio literário, já que, como em muitas outras áreas de atuação, é liderada por homens, sem que muitas moças talentosas possam ter seu mérito reconhecido. Assim, com tal projeto, são feitas listas, compilações e indicações com as melhores obras a serem indicadas feitas sob o comando da mulherada. 😊 A cada final de mês, virei trazer uma lista com cinco obras a serem indicadas.
Vamos então a primeira lista!



1) Caminho de Pedras, Rachel de Queiroz.




Ano de publicação? 1937
Onde comprar? Amazon
Do que se trata? O livro aborda um cenário de luta contra o regime autoritário de Getúlio Vargas, elaborando um forte discurso em prol à luta de classe em reuniões comunistas entre peões e burgueses contrários ao estilo da política da época; além de retratar a liberdade política de luta da protagonista Noemi, que desencadeia um romance proibido e adultero em seu casamento. Eu gosto muitíssimo desse livro já que ele retrata todos assuntos pertinentes de forma expressiva, a problemática que envolvia a sociedade da época é trabalhada com maestria entre os diálogos, ações e casos retratados no livro, e ainda assim consegue ser tão atual! Sem contar que a leitura é arrasadoramente rápida, em algumas horas, você finaliza o livro.

2) O Tapete Voador, Cristiane Sobral


Ano de publicação? 2016, com a segunda edição em 2017.
Onde comprar? Pelo e-mail livroscristianesobral@gmail.com, no valor de R$ 35, 00. 
Do que se trata? Diversos contos que nos mostram, em todos os gêneros (mistos de fantasia, drama, desabafo, erotismo, filosófico e poesia), diversos lados da realidade negra no Brasil, principalmente da mulher. Contos abordando racismo, rainhas, escravidão, rixas de família, amor de mães e filhas, força de vontade e apelo à vida são emoldurados em cada uma das páginas do livro. O impacto dele é um tapa na cara que você sabe que merece receber.

3) O Garoto da casa ao lado


Ano de publicação? 2002
Onde comprar? Saraiva / Amazon
Do que se trata? Uma das minhas obras prediletas da minha autora predileta, O Garoto da casa ao lado conta, por meio de e-mails, a trajetória do que pode ser a maior reportagem da atrasadíssima Melissa, protagonista do livro. A premissa é a seguinte: uma senhorinha de oitenta anos sofre um terrível acidente doméstico e precisa ser socorrida (Melissa é sua heroína). Mas até o socorro, antes do acidente e o período de recuperação da vizinha acontecem muitos causos, entre eles o do próprio sobrinho que em vez de cuidar da própria tia, manda um amigo de juventude em seu lugar, afinal, ele está mais ocupado curtindo algumas meninas em algumas viagens. Mistério, romance E MUITA comédia trabalham o enredo do livro. Um amorzinho.

4) Claros sinais de Loucura, Karen Harrington.




Ano de publicação? 2014
Onde comprar? Saraiva / Amazon
Do que se trata? Vamos ler a narrativa da criança que está prestes a completar 12 anos, Sarah Nelson carrega consigo muitas preocupações diferentes das meninas de sua idade, ela procura nela própria, sinais que possam indicar que ela está enlouquecendo. Tal temor se explica devido ao caos que sua vida se tornou, pois quando ela tinha menos de um ano, sua mãe tentou matar a ela e ao seu irmão gêmeo – ele não sobreviveu ao afogamento. Com a mãe presa, o pai sob o alcoolismo e sua solidão, Sarah escreve cartas para o advogado de O Sol é para todos e tem uma melhor amiga que se chama Planta (que, de fato, é uma planta). O livro aborda pensamentos intrusivos, a precocidade saudável de uma criança e como ela pode ser genial, além de demarcar muito bem a resiliência.  


5) A Respota, Kathryn Stockett


Ano de publicação? 2009
Onde comprar? Saraiva / Amazon
Do que se trata? Meados dos anos 1960, a segregação racial no EUA é bastante forte, evidente e excludente. Isto é, mulheres negras são somente bem-vindas para cuidarem e arrumarem a casas das patroas brancas, cozinharem os almoços para famílias brancas e criarem crianças brancas enquanto seus filhos, negros, ficam ao cuidado de outras pessoas. Skeeter, na ambientação do livro, já é adulta e recém formada, encontra-se inconformada com tal segregação – ela foi criada por uma senhora negra. Assim, inspirada pelos relatos que ouviu, recolhe mais casos e decide, então, criar um livro com uma coletânea de depoimentos de empregadas negras da região. O livro, como se pode esperar, carrega em si a autoria anônima e nomes trocados. Aibileen (na versão do filme, interpretada pela majestosa Viola Davis), é uma senhorinha que já criou 17 crianças brancas e, até hoje, chora a morte do filho que, por conta do racismo, não sobreviveu a um acidente de carro, e ela, junto com Skeeter, é uma das protagonistas de A Resposta. Além de ter a Milly, a terceira protagonista do enredo, além de barraqueira, ela é uma cozinheira de mão e história cheia! Eu amei esse livro.

No final de fevereiro, teremos outra lista, mais incrível ainda!